Comparação do MPS.BR com o CMMI

O modelo Melhoria de Processo de Software Brasileiro (MPS.Br) é um projeto que começou em 2003 coordenado pela Associação para Promoção da Excelência do Software Brasileiro (SOFTEX) com o apoio Ministério da Ciência e Tecnologia (MCT), Financiadora de Estudos e Projetos (FINEP) e o Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID). O MPS.Br é baseado nas normas ISO/IEC 12207 e ISO/IEC 15504. Essas normas são as mesmas que o CMMI é baseado é por isso pode se dizer que os dois modelos tem equivalência. 

Ambos os modelos possuem níveis de maturidade que definem a capacidade da empresa em trabalhar em projetos grandes e complexos. O CMMI varia do 1 ao 5 conforme explica o artigo Introdução ao CMMI e o MPS.Br varia do G ao A, sendo que ao contrário do CMMI, o primeiro nível já exige que a empresa tenha determinados processos definidos. A escala de níveis pode ser expressa da seguinte forma:

  • G – Parcialmente Gerenciado
  • F – Gerenciado
  • E – Parcialmente Definido
  • D – Largamente Definido
  • C – Definido
  • B – Gerenciado Quantitativamente
  • A – Em Otimização

Os níveis do MPS.Br também são compostos por Áreas de Processos, que são os tópicos mais importantes para um processo de desenvolvimento de software e atravéz deles foi possível criar a seguinte tabela de equivalência dos níveis do CMMI e do MPS.Br:

Analisando a tabela, verifica-se que os níveis do MPS.Br permitem que a empresa implante processos de uma forma mais gradual. Essa idéia refletida para o mercado brasileiro de software permite que empresas de pequeno porte, que não possuem muito dinheiro para investir em metodologias e processos, possam tomar a iniciativa de definir processos.

Hoje, o MPS.Br e o CMMI em termos de qualidade de software possuem níveis equivalentes, mas com a vantagem de ser muito mais barato e existir financiamento do BID para grupos de empresas que desejam se certificar.

Tags: , ,

12 comments

  1. Excelente texto, bastante didático. Parabéns !

  2. Dércio Paulo Elías

    olá amigos, meu nome é Dércio, sou estudante do ensino superior e curo ciencias da computação na universidade cruzeiro do sul, estava eu a pesquisar sobre processos dos niveis do MPS.Br e nao consigo achar, e acabei acessando esse blog e constatei que voçes são mais claros desde ja parabens, mas gostaria que me ajudassem dizendo quais são esses processos de cada nivel do MPS.Br?desde ja agradeço, obrigado.

    Dércio

  3. Kallebe Lins

    Se uma empresa nunca tentou se certificar em CMMI ela já é nível 1 ??????

    • Kallebe, o nível 1 do CMMI é simbólico e serve apenas como ponto de partida, mas não representa nada.

  4. Gostei do comentário, o mesmo me ajudou em um trabalho universitário, onde deveria ser feita uma comparação do MR-MPS.BR e o CMMI-DEV.
    Espero poder encontrar mais informações que me auxiliem no aprendizado da engenharia de software.

  5. Jefferson Lima

    Ola, me chamo Jefferson, faço Tecnologia da Informação e estou em busca de uma ferramenta para fazer meu TCC. Onde posso buscar mais informações sobre o MPS BR para uma possivel monografia?
    Obrigado.

  6. Bom dia,

    Gostaria de sugestões para criaçao de uma ferramenta que possa automatizar processos para gerenciar o nivel F do MPS.Br ou o NIvel 2 do CMMI.

  7. Ailton de Oliveira

    Pessoal,
    Boa tarde,
    Gostei muito da colocaçao, quando se trata em comparaçao de dois dispositivos para melhoria de Software no Brasil e no mundo.

  8. Ótima introdução para o MPS.BR. Para quem precisar de mais informações, gostaria de divulgar o meu blog: http://blogdosamueldiniz.blogspot.com/.
    Um abraço a todos!

  9. Sim. Ela é nível 1 no modelo por estágios (maturidade). Ser nível 1 significa que o processo é caótico, imprevisível e pode ter sucesso mas depende inteiramente dos participantes (heróis).

  10. Muito interessante essa aréa

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>